Afinal, o que é ativo circulante e qual sua importância? Veja aqui!

O ativo circulante é o conjunto de bens da empresa que podem ser integrados ao patrimônio da companhia. Ele corresponde aos investimentos e artigos que podem ser convertidos em dinheiro rapidamente para aumentar o grau de liquidez da organização.

Quer entender mais sobre este tema e a importância dele para o seu negócio? Continue a leitura!

Para que serve o ativo circulante?

O ativo circulante é utilizado nas operações diárias da organização. Ele é responsável por mostrar aos credores, bancos e outras instituições qual é o nível do risco de determinada empresa.

Por isso, é fundamental conhecer quais são os elementos que integram o ativo circulante de um negócio:

  • saldo em caixa;
  • dinheiro armazenado ou investido no banco;
  • contas a receber;
  • produtos armazenados no estoque.

Qual é a importância do ativo circulante?

Os valores registrados no ativo circulante correspondem à capacidade de a empresa pagar suas dívidas. Logo, é de extrema importância conhecer esses números para manter a sustentabilidade do negócio, encontrar as melhores opções de investimentos e desenvolver estratégias para crescer.

Portanto, se você deseja ter condições de buscar financiamentos ou investimentos de terceiros no seu negócio, precisa manter as contas em ordem e ter um capital no ativo circulante.

Sendo assim, o ideal é sempre ter recursos disponíveis em aplicações que podem ser resgatadas rapidamente, manter dinheiro em caixa e também fazer o balanço patrimonial da organização.

Como ele é calculado?

A fórmula para calcular o ativo circulante é bem simples. Veja:

Ativo circulante = dinheiro + recursos equivalentes + inventário do estoque + contas a receber + investimentos de curto prazo

Lembre-se de que os bens difíceis de transformar em dinheiro rapidamente não entram nesse cálculo.

O que é o ativo não circulante?

Também é importante saber quais são os ativos não circulantes para conseguir controlar melhor as finanças do negócio. Entre eles estão as contas a serem pagas em longo prazo, terrenos, veículos, registro de marcas ou patentes e investimentos que não podem ser resgatados em curto prazo.

Como administrar bem esses ativos?

Quem não é da área financeira pode ter dificuldade para separar corretamente os ativos circulantes e não circulantes. Por isso, o mais indicado é buscar o auxílio de uma contabilidade externa para controlar as contas e as finanças do negócio.

Os serviços de contabilidade incluem o auxílio para o correto pagamento de impostos, declarações e compliance fiscal. Dessa maneira, a empresa tem a certeza de que está fazendo tudo de acordo com a legislação e não corre o risco de sofrer penalidades.

Muitas empresas de contabilidade atuam de forma online para facilitar a comunicação entre o gestor e a equipe contábil. Essa também é uma maneira de reduzir o tempo destinado à burocracia para que o empresário possa se dedicar ao negócio.

Agora você já sabe a importância do ativo circulante na gestão da sua empresa. Procure manter sempre uma reserva financeira em aplicações de curto prazo para poder resgatar o valor quando surgir uma emergência.

Ficou com alguma dúvida sobre o tema? Deixe o seu comentário para que possamos ajudá-lo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *