Coronavírus: veja 3 dicas para diminuir os impactos!

Imprevisibilidade, receio e desaceleração econômica. Da forma como percebemos, esses são os principais impactos da crise do novo coronavírus. Por essa razão, entendemos que vivemos em um momento determinante para a reorganização das suas expectativas e processos.

Para isso, elaboramos este post especial sobre o tema! O nosso objetivo é jogar uma luz sobre as possíveis mudanças de comportamento nos hábitos dos consumidores, indicando os possíveis impactos que isso possa ter sobre o seu negócio. Então, vamos ao conteúdo!

Os principais impactos da crise do coronavírus sobre os hábitos de consumo

Advogados, médicos, dentistas, representantes comerciais, programadores e afins. Não importa o seu ramo de atuação, a alguma maneira, é possível que você seja impactado de algum modo. Basicamente, isso tende a acontecer pela retração nos hábitos de consumo.

Afinal de contas, em um cenário de imprevisibilidade econômica, é normal que tanto pessoas como empresas reduzam seus custos, concentrando os gastos em torno dos produtos e serviços mais essenciais para a sua continuidade.

Mas para além disso, as crises tendem a enaltecer uma virtude do comportamento humano, a empatia. É por isso que campanhas de fomento aos negócios locais ganham tanta tração em um momento como este, pois simbolizam a colaboração social, em que as pessoas se tornam mais unidas, conscientes e solidárias.

As 3 principais dicas de adaptação à nova realidade

Com isso em mente, os profissionais liberais precisam entender como se posicionar neste novo momento. Da forma como percebemos, uma adaptação rápida é a melhor forma de garantir a sua operacionalidade no mercado, aproveitando o vácuo de reação deixado pela sua concorrência. Veja!

1. Desenvolva uma organização financeira otimizada

Por conta da retração do consumo, mais do que nunca, este é um momento que não pode arcar com desperdícios, excessos ou desvios. Com isso em mente, é importante otimizar o seu controle de contas a pagar e valores a receber, tornando o seu fluxo de caixa ainda mais transparente, previsível e sólido para a travessia desse período.

2. Ofereça serviços à distância

Essa é uma dica que varia em dificuldade a depender do seu ramo de atuação, mas com a realidade imposta pelo distanciamento social, a oferta de serviços remotos pode ser um recurso determinante para a continuidade do seu faturamento. Mas para implementar essa estratégia, você precisa ser visto!

3. Invista na sua presença digital

E é justamente aqui que entra a importância dos canais digitais. Afinal, o isolamento cria uma dificuldade prática na interação com os seus clientes. Por conta disso, é mais importante do que nunca gerar proximidade, empatia e vínculo por meio das redes sociais.

Isso pode ser feito por meio de boas estratégias de produção de conteúdos interessantes ao seu público. Por exemplo, digamos que você é:

  • profissional da saúde — produção de vídeos ou artigos explicando os sintomas da Covid-19 e as melhores formas de evitar o contágio.
  • advogado — produção de conteúdos explicando curiosidades jurídicas do momento, seja no pleito de auxílios, indenizações, tempo de trânsito legal e por aí adiante.

A realidade é que, independente do seu ramo, sempre existirá algo que pode ser discutido em correlação com a crise em que vivemos. No fim das contas, o objetivo dessas estratégias é proteger a sua estabilidade financeira, oferecer os seus serviços de uma segunda maneira e ampliar a sua visibilidade digital, assim, maximizando o seu público consumidor.

Agora, não perca a oportunidade de ser atualizado com mais conteúdos estratégicos para superar a crise do coronavírus. Para tanto, basta assinar a nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *