Skip to content

Como fazer o balanço patrimonial da sua empresa

Como fazer o balanço patrimonial da sua empresa

Como fazer o balanço patrimonial da sua empresa

Quando o empreendedor inicia seu negócio logo se depara com muitas obrigações contábeis e financeiras e nem sempre ele está preparado para assumir essas tarefas. É bem comum perceber o gestor da empresa recém-criada ainda bastante perdido em meio a tantos números e informações.

Uma dessas obrigações é a realização do balanço patrimonial da empresa. Ele é um dos principais relatórios de gestão e toda empresa deve ter, de acordo com a legislação específica. Mas você sabe o que é e como fazer corretamente? Se não, hoje você vai descobrir.

O que é o Balanço Patrimonial?

Também chamado de Balanço Contábil, é um relatório gerado a partir do registro de toda a movimentação financeira da empresa durante um período determinado, que pode ser de três meses, seis meses ou até um ano.

Esse relatório demonstra a situação patrimonial da empresa naquela data, constando todas as informações sobre bens, direitos e obrigações do empreendimento, além dos investimentos e fontes de recursos.

O objetivo do balanço patrimonial é verificar o equilíbrio entre as contas da empresa, sendo então um instrumento que garante o bom funcionamento da contabilidade empresarial. Esses registros devem ser mantidos organizados para que sejam entregues às autoridades competentes quando solicitados.

Qual é a importância do Balanço Patrimonial para a empresa?

Através do relatório gerado de Balanço Patrimonial será possível:

  • Conhecer a situação real do patrimônio da empresa;
  • Identificar as fontes de recursos para investimento;
  • Visualizar a evolução da empresa através de comparativo e planejar ações futuras;
  • Possibilitar o pagamento de dividendos aos sócios da empresa;
  • Permitir o Planejamento Tributário da empresa;
  • Ser fonte de informações para possíveis compradores;

Como é a estrutura do Balanço Patrimonial?

 

O primeiro passo para entender o funcionamento do balanço patrimonial é conhecer as definições de ativos, passivos e patrimônio líquido.

Ativos são os bens e direitos da empresa e investimentos que trazem benefícios financeiros para o negócio. Os ativos podem ser:

  • Ativo circulante: que possuem maior liquidez;
  • Ativo não circulante: bens de permanência duradoura;
  • Ativo realizável em longo prazo: valores ou benefícios que serão recebidos no futuro;
  • Ativo permanente: investimentos, intangíveis (valor da marca, por exemplo);

Passivos são as obrigações financeiras da empresa. Podem ser:

  • Passivo circulante: devem ser pagos em até um ano;
  • Passivo não circulante: devem ser pagos em prazos superiores a um ano;

Patrimônio Líquido, também conhecido como Capital Próprio, é o resultado entre os ativos e passivos, e representa a parte pertencente aos sócios da empresa, e não é exigível.

Como fazer o Balanço Patrimonial da sua empresa

O balanço patrimonial é realizado com base em dados de um período de tempo que pode ser trimestral, semestral ou anual, conforme a necessidade da empresa e justamente por causa desse tempo entre as gerações dos relatórios, as informações contábeis precisam estar muito bem organizadas.

No intervalo entre os relatórios, todos os registros contábeis devem ser feitos corretamente para evitar um trabalho ainda maior ao final do período, aumentando as chances de erros de registro. Qualquer erro no balanço patrimonial pode gerar prejuízos importantes para a empresa e comprometer a saúde financeira do negócio.

O balanço patrimonial será gerado com a união de todos os lançamentos contábeis registrados pela empresa durante o período determinado. Todas as entradas e saídas de recursos que ocorreram no período e também as projeções de compromissos e recebimento futuros.

Uma dúvida recorrente é sobre a obrigatoriedade da geração de balanço patrimonial para os Microempreendedores Individuais (MEI). De acordo com a legislação, somente as empresas compostas por sociedade por ações são obrigadas a elaborar e publicar o seu balanço patrimonial, assim como outros demonstrativos contábeis.

O MEI e das micro e pequenas empresas optantes pelo Simples Nacional, não se enquadram nessa característica, portanto não são obrigadas a gerar o relatório de balanço patrimonial. Mas também não são impedidas e deveriam fazer diante da importância que esse documento representa para a saúde financeira da empresa.

Devido a importância do balanço patrimonial para as empresas é recomendado que este seja feito por um profissional de contabilidade capacitado e registrado no Conselho, mas o empreendedor pode gerar o documento sozinho caso prefira.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whatsapp
Fale conosco