Skip to content

O que é custo de estoque?

O que é custo de estoque?

Na hora de gerenciar a própria empresa são muitos os pontos que precisamos estar atentos. E, sem dúvida, um muito importante é referente ao custo de estoque. Como todos os demais departamentos, o estoque também merece um controle preciso sobre os gastos que incidem no setor.

Quanto mais preciso for o seu controle nesse ponto, melhores os resultados para a sua empresa, especialmente com custos menores de operação – o que pode ser revertido em margens de lucro mais interessantes. Quer entender melhor sobre o tema? Siga a leitura!

O que é custo de estoque?

O custo de estoque envolve a somatória de todos os gastos referentes a esse setor. Incluindo as despesas com o armazenamento, as medidas de segurança, os funcionários e até a desvalorização das mercadorias enquanto ficam estocadas.

Porém, contabilizar esses pontos, muitas vezes, é um grande desafio. Isso porque a maioria dos gestores desconhecem quais são, exatamente, os gastos relacionados ao seu estoque e fazem cálculos estimados, que não condizem com a realidade da empresa.

Importância

Apesar de parecer um desafio para alguns gestores, manter um controle sobre o custo da armazenagem é fundamental. Afinal, esse valor pode estar impactando a lucratividade do seu negócio.

Se você tem custos altos com a manutenção do seu estoque, tudo o que ganha com as vendas pode ser “sugado” para esse departamento. Nesse caso, muitos gestores acabam repassando esses custos nos preços dos produtos. Essa prática é totalmente desaconselhável, porque você tornará seus itens muito mais caros que o da concorrência, perdendo competitividade.

Então, o primeiro passo é medir muito bem quanto custa o seu estoque e, depois, se verificar que ele está acima da média, buscar medidas que ajudem a reduzir esse custo, tornando a sua empresa mais sustentável financeiramente.

Como calcular o custo de estoque?

Para calcular o custo de estoque, será preciso compreender quais gastos estão relacionadas a sua armazenagem, sendo que eles podem variar dependendo de empresa para empresa.

Também será necessário especificar um período de tempo para calcular esses gastos e, assim, conseguir estabelecer um critério de comparação.

Alguns gestores calculam o custo de armazenagem por metro quadrado ou por unidade mantida no armazém. Vamos exemplificar esses pontos mais adiante.

Principais gastos associados ao estoque

Para começar a fazer o cálculo, você precisará conhecer os principais custos envolvidos. Os mais comuns são:

1) manutenção: o mais representativo costuma ser o aluguel do local de armazenagem. Além dele, existem outros como: medidas de segurança (alarme, vigias, câmeras etc.), funcionários dedicados ao estoque, desvalorização das mercadorias estocadas, custos associados aos riscos de danos ou perdas (problemas no espaço físico, funcionários mal treinados etc.), energia elétrica, seguros, entre outros;

2) custo de falta: é o custo acarretado pela falta de determinado produto no estoque, gerando perda de vendas. Nem sempre esse custo ocorre pela falta real do item. Muitas vezes, a má gestão pode contribuir. Como quando seu sistema ou planilha acusa que não há mais mercadoria em estoque, porém ela está lá – e você deixa de efetuar uma venda;

3) custo de pedido: é composto por todas as despesas que envolvem a entrega do pedido ao cliente e ele existe tanto para e-commerces, com serviços de delivery, como lojas físicas, pois será preciso de funcionários para buscar o produto no estoque ou fazer a reposição no PDV, embalagens, além dos custos relacionadas a contabilidade, processamento de faturas etc.;

4) custo de depreciação: está relacionado aos itens em estoque que não podem ser usados porque foram danificados durante o armazenamento. Nesse caso, ou eles são descartados a preços reduzidos ou a nenhum preço (como produtos fora do prazo de validade). Dependendo de quão perecível é o seu estoque ou da velocidade trazida pelas mudanças tecnológicas do seu setor, esse pode ser um custo substancial.

Formas de cálculo

Existem inúmeras formas de calcular o custo de estoque. Uma ideia é levantar informações como:

· tamanho do depósito de armazenamento;

· prazo a ser considerado no cálculo;

· valor das despesas ou custos no armazém;

· quantidade de produtos vendida no ano e o número de itens armazenados no momento.

Vamos supor que seu armazém tenha 100 m², você fará o cálculo para o período de 1 ano, o valor total dos custos do armazém seja de  R$200 mil, você tenha comercializado 3 mil itens e mantenha 2 mil estocados, totalizando 5 mil mercadorias armazenadas em 1 ano.

A partir dessas informações, é possível dividir o gasto total pelo tamanho do depósito. No nosso exemplo, o resultado será de R$ 2 mil – correspondendo ao custo de estoque por metro quadrado. Se você dividir R$ 200 mil pelos 5 mil itens estocados, terá um custo de estoque de R$40,00 por produto armazenado.

Quais as principais medidas para reduzir o custo de estoque?

Se, depois de fazer os cálculos, você notar que seu custo de estoque está muito alto, existem algumas medidas que podem ajudar a reduzi-lo.

O primeiro é informatizar o seu controle de estoque. Um bom sistema de gestão empresarial que integre o estoque e os demais setores da sua empresa consegue oferecer mais segurança em relação aos dados e facilidade na hora de gerir as informações referentes aos diferentes setores da sua empresa.

Assim, será mais fácil manter o controle do estoque atualizado, dar baixa a cada venda realizada, analisar quais produtos têm mais demanda e fazer compras mais acertadas.

Além disso, é muito importante encontrar um local para armazenagem adequado, que esteja em sintonia com as exigências dos seus produtos. Isso reduzirá as possibilidades de danos, redução da vida útil e perda de produtos.

Não se esqueça de treinar muito bem os colaboradores que trabalham na área do estoque, criando procedimentos padrões para entrada, saída e toda a movimentação de mercadorias, bem como o acondicionamento correto de cada uma delas.

E, claro, realize os inventários de forma periódica, assim será mais fácil controlar de perto todas as movimentações de venda, fazendo compras no momento certo e também planejando promoções antes que os produtos possam ser perdidos.

Neste conteúdo, você viu que o custo de estoque é uma informação extremamente útil para os gestores. Afinal, esse valor impacta totalmente na lucratividade de uma empresa e na competitividade dela.

Gostou das nossas dicas? Se ainda ficou com alguma dúvida, é só deixar um comentário logo abaixo!

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whatsapp
Fale conosco