Skip to content

Gestão financeira para empresas: confira 4 dicas essenciais

Gestão financeira para empresas: confira 4 dicas essenciais

Ter uma gestão financeira eficiente é essencial para qualquer empresa, mesmo que seja mantida por um indivíduo — como é o caso do MEI (Microempreendedor Individual). É por meio dela que você consegue planejar um crescimento saudável, garantir a continuidade do negócio e otimizar todos os processos.

Afinal, os problemas na gestão financeira para empresas são os principais fatores do fechamento de muitas organizações. Segundo uma pesquisa do Sebrae, 39% dos empreendedores entrevistados não sabiam qual era o capital de giro disponível ao abrir um negócio. E esse é apenas um dos conhecimentos necessários para gerir uma empresa.

Quer descobrir como aperfeiçoar esse processo? Vamos lá!

1. Registre todas as movimentações da empresa

Anote todas as informações referentes aos pagamentos e recebimentos da empresa. Você pode fazer isso em uma planilha de Excel, utilizar um software de gestão ou até anotar em um caderno. O importante é encontrar um método que funcione para você e que vai ajudá-lo a ter um panorama das movimentações do negócio.

Lembre-se também de separar os custos fixos, aqueles que são cobrados mensalmente ou em um período específico, dos gastos variáveis — os que podem mudar conforme alguma urgência ou atividade diferenciada, como participação em eventos ou conserto de um equipamento.

2. Evite misturar as finanças pessoais e empresariais

Essa talvez seja a tarefa mais difícil para quem é MEI ou tem uma pequena empresa. Quem nunca cometeu o erro de misturar as finanças? O problema é que, em médio e longo prazo, a prática pode trazer consequências devastadoras para o negócio, gerando falta de dinheiro em caixa e desorganização financeira.

Procure criar contas distintas para sua vida pessoal e o negócio, pois isso vai ajudá-lo a ter mais controle. Alguns bancos, inclusive, já disponibilizam contas diferenciadas para pequenos empreendedores. Entre eles estão o Banco do Brasil, o Santander e o Inter. Este último tem algumas funcionalidades gratuitas.

3. Tenha um bom controle de fluxo de caixa

Outro erro muito comum na gestão financeira para empresas é a falta de organização do fluxo de caixa. O gestor deve analisar diária ou, no máximo, semanalmente as informações do negócio.

Por meio dessa observação, é possível identificar se todos os clientes pagaram as dívidas, se há um saldo disponível para comprar material ou realizar um investimento, entre outras situações.

Também é indicado fazer uma projeção de caixa para os próximos meses. Por exemplo: se você tem um contrato semestral, pode incluir o valor desse cliente em uma projeção de ganhos por seis meses. Assim, terá uma perspectiva de recebimentos em médio prazo.

4. Elabore um planejamento financeiro para a empresa

O planejamento financeiro é essencial para uma empresa ser bem-sucedida. Você pode utilizar algum sistema de gestão, utilizar uma planilha de Excel ou solicitar auxílio de um profissional especializado para desempenhar essa atividade.

O importante é não deixar de fazer, pois esse plano serve de guia para você saber se pode contratar pessoas, realizar algum investimento no negócio ou se deve reorganizar os gastos para enfrentar um ano “turbulento”.

E aí, o que acha de implementar essas ideias de gestão financeira para empresas e ver o seu negócio prosperar ainda mais? Lembre-se de que o caminho para o sucesso é saber diferenciar as contas pessoais da organização e administrar bem o dinheiro.

Você entende a importância desse trabalho, mas tem dúvidas de como implementá-lo? Entre em contato com nossa equipe, temos pessoas capacitadas para esclarecer as suas dúvidas e mostrar o melhor caminho para o seu negócio!

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whatsapp
Fale conosco