Skip to content

Planejamento tributário: veja como realizá-lo na sua empresa

Planejamento tributário: veja como realizá-lo na sua empresa

O planejamento tributário é um processo que visa organizar a apuração, recolhimento e envio de informações fiscais aos órgãos de fiscalização. Por meio dessa ferramenta, os responsáveis e colaboradores desse setor têm mais capacidade de gerenciamento e observação das questões legais que envolvem o negócio.

Entretanto, apesar da importância desse processo, é muito comum que os empresários simplesmente o negligenciem e acabem tendo problemas com órgãos tributantes e, até mesmo, pagamento desnecessário de tributos.

Neste artigo, mostraremos como você pode executar o planejamento tributário em sua empresa. Acompanhe!

O que é planejamento tributário?

Assim como um administrador realiza a gestão do seu estoque para evitar a perda de produtos ou o seu desabastecimento, também é necessário realizar a administração dos tributos que incidem sobre seu negócio e a forma ideal de executar esse processo é por meio do planejamento tributário.

Ele tem por objetivo manter todas as obrigações fiscais de uma empresa em dia e, principalmente, evitar o pagamento desnecessário de impostos. O perfeito atendimento à legislação tributária é uma premissa básica do planejamento tributário.

Quando se fala em reduzir o montante de impostos pagos, muitas pessoas atribuem essa tarefa às atividades que visam burlar a Lei ou manobras ilegais que acarretam menor incidência tributária. Entretanto, essa é uma ideia totalmente equivocada.

O planejamento tributário adequa as empresas às possibilidades que a própria legislação oferece, fazendo com que sua carga tributária seja acomodada ao perfil de faturamento, gastos, atividades e demais questões.

Como fazer um bom planejamento tributário?

Agora que você já sabe o que é um planejamento tributário e quais os impactos que ele pode gerar em seu negócio, vamos mostrar como você pode elaborar o seu dentro da empresa. Continue lendo!

Defina um cronograma

Inicialmente, você deverá definir um cronograma de implementação do seu planejamento tributário. Como esse processo requer a reunião de informações sobre o seu negócio, projeções e adequação de diversos pontos da administração, será necessária uma organização inicial para efetuar o processo.

Nesse sentido, a elaboração de um cronograma específico é fundamental para garantir que todas as etapas do processo sejam devidamente preenchidas. Além dessa definição, também é importante acompanhar o andamento diário de cada um dos pontos.

Reúna as informações necessárias

Após a definição do cronograma de implementação, você deve reunir todas as informações necessárias para a elaboração do seu planejamento tributário. Nesse caso, deve ser feito um estudo aprofundado sobre a gestão financeira do negócio para avaliar todos os aspectos que podem interferir na apuração de tributos do negócio.

Conheça os gastos e faturamento do seu empreendimento

O próximo passo é identificar os gastos e faturamento do seu empreendimento. A maior parte dos tributos de um negócio incide sobre a sua receita, ou seja, a quantidade de notas fiscais emitidas dentro de um período.

Nesse sentido, o planejamento tributário deve abranger a análise desse ponto, principalmente, para a definição do regime de tributação, que mencionaremos nos próximos tópicos deste artigo.

Além desse ponto, os gastos também precisam ser levantados. Isso porque, em alguns casos, eles deverão ser inseridos no cálculo da base em que serão aplicadas as alíquotas dos tributos incidentes sobre a sua atividade.

Ainda relacionada à correta identificação de gastos e receitas da empresa, é importante ressaltar a necessidade do registro dessas operações. Não há possibilidade de medir esses elementos sem que eles estejam devidamente escriturados. A melhor forma de fazer isso é utilizando as ferramentas tecnológicas disponíveis no mercado atualmente.

Simule cenários e escolha o regime de tributação

Feita essa análise, chegamos a um momento crucial no planejamento tributário, a seleção do regime de tributação. Esse aspecto será o responsável pelo volume de impostos que uma empresa pagará ao longo do ano, e um simples erro nessa etapa pode prejudicar severamente sua lucratividade.

Sendo assim, você poderá selecionar o Simples Nacional — a modalidade mais escolhida entre empresários e contadores —, o Lucro Real ou Presumido, que possuem um número maior de obrigações acessórias, bem como, alíquotas mais elevadas.

Ao ler isso, muitos empresários podem imaginar, inicialmente, que o Simples Nacional será sempre a melhor opção em todos os casos. Entretanto, isso é um erro que prejudica severamente a lucratividade da maioria das empresas brasileiras.

Acredite, mesmo com alíquotas maiores, até o Lucro Real pode ter mais benefício que o Simples, dependendo da empresa. Por isso, nesse ponto em especial, devem ser executadas simulações com diversas situações hipotéticas para definir o melhor regime de tributação.

Essa escolha deve ser feita com muito cuidado pois, uma vez selecionada, a modalidade de tributação não poderá ser modificada até o final do ano-calendário vigente. Mesmo se ela estiver gerando muitos prejuízos para sua empresa.

Selecione um bom contador

Por fim, não há como se discutir a importância do contador no processo de planejamento tributário. Esse profissional atuará desde o início do processo, na formulação do cronograma de implementação e terá participação ativa nas outras etapas.

O contador facilitará o levantamento das informações necessárias para a definição do regime de tributação e fornecerá todas as simulações de cada um dos regimes tributários que você poderá escolher.

Assim, será fácil verificar todas as vantagens tributárias que a Lei proporciona às empresas, bem como evitar o pagamento desnecessário de impostos, processo muito comum em empreendimentos que não têm bons profissionais da área contábil.

Além disso, vale a pena ressaltar que a Legislação Tributária brasileira é muito ampla e sofre alterações com frequência. Nesse sentido, é praticamente impossível que um empresário, que precisa ficar atento a outras questões do seu negócio, também conheça todos os pontos da Lei e fique atento quanto às suas mudanças.

Ao contar com um bom profissional da contabilidade, você terá a tranquilidade de saber que todas as questões fiscais do seu negócio estão devidamente atendidas e que seu planejamento tributário está proporcionando eficiência na apuração e pagamento de impostos.

Agora que você já sabe quais são os passos para a implementação do planejamento tributário, não perca mais tempo e aplique cada um deles em seu negócio. Ao final do processo, será possível obter todos os benefícios que destacamos.

Gostou desta leitura? Quer continuar aprendendo sobre outros assuntos relevantes ao seu negócio? Então, confira este outro post que preparamos para você. Nele, mostraremos algumas dicas para reduzir custos em sua empresa.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whatsapp
Fale conosco